Sistema GLOMAB
Curta nossa página
 
 
     
 
Para que servem os Landmarks?

Os Landmarks são definidos como as mais antigas leis que regem a Maçonaria Universal.

Em inglês, "
Landmark" significa "Marco de terra", usados para indicar limites territoriais, fronteiras, registrar um acontecimento, ou mesmo servir como ponto de referência. Tais marcos costumam ser feitos de pedra, concreto ou outro material sólido e instalados para durarem e não serem deslocados, ou seja, imutáveis.

Relacionado à simbologia da Maçonaria Operativa, suas características de relevância, referência, solidez e imutabilidade serviram para que o termo ilustrasse as leis permanentes da Maçonaria Especulativa, que pela inalterabilidade, protegem os princípios e fundamentos da instituição.

Os Regulamentos, Leis e Estatutos maçônicos podem ser revogados, modificados ou anulados, porém, os Landmarks jamais sofrerão quaisquer modificação ou alteração. Enquanto a Maçonaria existir, eles serão os mesmos, tais como eram há séculos, sendo, portanto, eternos e imutáveis.
 
 
 
 

Dentre outras coisas, os Landmarks preveem a obrigatoriedade da crença em um ser superior, o respeito entre seus membros e a ajuda mútua em casos de necessidade.

O R.'.E.'.A.'.A.'. utiliza os cinco Landmarks de Albert Pike (1809-1891).

 
Quem foi Albert Pike?

Albert Pike, um dos mais destacados Soberanos Grandes Comendadores do Supremo Conselho dos 33 Graus do Rito Escocês Antigo e Aceito da Jurisdição Meridional dos Estados Unidos da América, líder do Supremo Conselho por trinta e dois anos ininterruptos, surge na História da Franco-Maçonaria como um dos mais importantes expoentes intelectuais. Foi um dos mais eruditos e importantes sistematizadores da história e dos Graus Simbólicos e Filosóficos do Rito Escocês Antigo e Aceito, transcrevendo em suas principais obras toda a liturgia e os procedimentos ritualísticos dos Graus Escoceses.


Albert Pike nasceu em Boston e foi criado em Little Rock, no Arkansas. Lá, participa em 1848 da Guerra do México e entre 1861 e 1862 da Guerra Civil Norte Americana, onde galga o posto de General de Brigada, liderando um batalhão, formado por indígenas. Após a Guerra Civil, em 1868, instala-se na capital federal, Washington D.C., onde passa o resto dos seus dias, exercendo a advocacia, sendo um dos grandes defensores da campanha abolicionista norte americana, bem como da causa indígena.

Foi iniciado em 1850, na Loja Western Star, em Little Rock. Em 1853, Albert G. Mackey lhe confere os Graus Filosóficos do 4º ao 32 do Rito Escocês Antigo e Aceito, em Charleston, sede da jurisdição meridional; em 1857, Pike recebe o grau 33 e em 1859 é eleito Soberano Grande Comendador, ocupando este cargo até o fim dos seus dias, com competência e autoridade sem paralelos, realizando uma ampla reforma no Rito Escocês Antigo e Aceito.

Mesmo antes de ser eleito Soberano Grande Comendador, Pike assumiu uma das lideranças intelectuais do Rito Escocês Antigo e Aceito, ao lado de outro eminente estudioso, Albert G. Mackey, sendo que este último dedicou uma de suas maiores obras, o Léxico da Franco-Maçonaria, de 1869, a Albert Pike, em seu prefácio.

Ao unir-se ao Supremo Conselho da Jurisdição Meridional, Albert Pike encontrou uma situação caótica: os Rituais encontravam-se tão desorganizados que muitas Lojas adotaram procedimentos ritualísticos próprios; a estrutura administrativa do Supremo Conselho não possuía qualquer controle sobre seus membros e os serviços de benemerência inexistiam.

Pike, nesta tarefa hercúlea a que se propôs, fortaleceu os ensinamentos do Rito Escocês Antigo e Aceito, expurgando todo o sectarismo e adversidade política do conteúdo dos Rituais, estabelecendo uma rota de desenvolvimento intelectual, o que colocou o Supremo Conselho da Jurisdição Meridional na posição de mais influente e atuante de todo o mundo. Ele engrandeceu o conteúdo das Instruções aos diversos Graus com um amplo conhecimento das culturas antigas (conhecia fluentemente sânscrito, hebraico, grego e latim) fundamentando e comprovando o que antes era apenas perceptível em nossos Rituais.

 
 
 
 
     
     
Rua Monte Serrat, 887 B - Tatuapé - São Paulo - SP - Cep.: 03312-001 | (11) 2985-9805 | podercentral@glomab.org
Sistema GLOMAB